Se aventurando no mundo da fotografia profissional

Puxa que eu empurro - Monumentos dos Bandeirantes - SP

Muito tem sido dito sobre ser fotogrado profissional no meio, e por uma série de razões fazem 6 meses que resolvi entrar com peito e coragem nesta empreitada tb.  Segue na sequência o pensamento do desenvolvimento do profissional fotográfico feito pelo Clicio Barroso, uma referência em todos os aspectos da fotografia em estúdio e do processamento digital de imagens (o blog onde está blublicado éeste: http://clicio.wordpress.com/2009/05/10/os-equivocos-do-aprendizado-fotografico/ ), após ele ponho o comentário que adicionei no blog dele sobre o tema:

“Os equívocos do aprendizado fotográfico.

“Clício,
tudo o que escreveu é a mais pura realidade, e acho que vivi o aprendizado da forma mais dura na maioria deles.
A muito tempo atrás, antes de meu primeiro curso de fotografia acabei entrando num projeto coletivo de fotógrafos num circo… achava que tinha um equipamento bom e que só com ele faria boas fotos (antes só fotografava lazer). Na holra a curadoria que decepção mas também lição, preciso aprender tb a teoria. Acho que minha sorte foi que o curso que tive não era apenas teórico e sim muito prático e preocupado com o desenvolvimento do olhar fotográfico, vi em poucos meses uma evolução muito grande, um aprendizado de um admirável mundo novo.
A uns 6 meses estou na jornada da prática do novo, fotografar em estúdio sem nunca ter feito, aprendendo com os erros e com as leituras, ouvindo e pedindo conselhos de amigos como vc experiêntes na matéria. Mas mesmo assim, sem o treino, a teoria do que eu faço e a busca de algo fora do padrão, achoq ue não estaria saindo do lugar.
Agora falta o último passo, não comentado em teu texto por não ser genérico a todos, como transformar tudo isto em algo sustentável e duradouro como profissão.
Entrar no mercado hoje demanda mais uma série de batidas de cabeça, mais doloridas talvez do que as anteriores que dei… mas o importante é ter foco no que é o deu objetivo como fotógrafo e deixar o resto vir junto, no seu ritmo e linguagem.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s