Praça de Liberdade em Belo Horizonte

Muitas vezes antes, duPraça da Liberdade e Paláciorante e até depois (quando sobra tempo, energia e disposição) um trabalho profissional pode se tornar numa produção autoral.

Já conversei com alguns colegas que seguiram a veia profissional sobre a necessidade de, mesmo se fotografando e vivendo da fotografia, não se perder o prazer e valor do ato de fotografar em si.Praça da Liberdade e Oscar Niemeyer

Qualquer local, qualquer situação pode dar condições da produção de algo marcante, com identidade pessoal, assinatura própria e leitura particular do momento.

Quem já participou de saídas coletivas de fotógrafos que, após o evento, se reuniram para mostrarem e analisarem as fotso que os demais produziram pode constatar que mesmo estando no mesmo momento e praticamente na mesma posição,  as fotos de 2 ou mais fotógrafos são diferentes pela composição, leitura da luz, trabalho voltado ao P&B ou cores, abertura e cortes.

O maior recado para todo amante da fotografia profissional ou não é, nunca deixe de Praça da Liberdade e arquitetura antigaexercitar o seu olhar, a sua linguagem. Não transforme o prazer que te levou a fotografia em apenas uma obrigação ou necessidade. Quando mais prazeroso for o ato de fotografar, mais seu olhar se desenvolverá.3612058011_60e755f4a0_o

Estas fotos foram tiradas a quase 1 mês na Praça da Liberdade em Belo Horizonte, principalmente antes de um ensaio editorial apra catálogo de moda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s